Chat (Offline) X
   Assistência técnica :
219 668 911    
   Email:
ola@quantinfor.com
Início > Notícias > ransomware dirigido a dispositivos moveis triplicou

Ransomware dirigido a dispositivos móveis triplicou


O ransomware foi já caraterizado com uma das ameaças que mais tem crescido. No primeiro trimestre do ano a Kaspersky detetou mais de 218 mil ficheiros de ransomware em smartphones.



Os ficheiros de ransomware detetados em smartphones (218.625) durante o primeiro trimestre (61.832 no trimestre anterior) estiveram na sua maioria relacionados com a família Congur, responsável por mais de 86% dos ataques.

 O ransomware direcionado a todos os dispositivos, sistemas e redes também continuou a crescer, com 11 novas famílias de cryptor e 55.679 novas modificações a surgirem neste período.

 O ransomware Congur é um bloqueador - configura ou redefine o PIN do dispositivo (o código de acesso) para que os atacantes tenham direitos de administrador no dispositivo. Algumas variantes do malware aproveitam esses direitos para instalar o seu módulo na pasta do sistema tornando a sua remoção quase impossível.

Apesar da popularidade do Congur, o Trojan-Ransom.AndroidOS.Fusob.h manteve-se na liderança dos principais ciberataques direcionados para dispositivos móveis, responsável por cerca de 45% dos ataques a utilizadores durante estes meses. Uma vez executado, o Trojan solicita privilégios de administrador, recolhe informações sobre o dispositivo, incluindo as coordenadas GPS e o histórico de chamadas, e transfere os dados para um servidor malicioso. Com base no que recebe, o servidor pode enviar de volta uma ordem para bloquear o dispositivo.
Os EUA foram o país mais atingido por mobile ransomware no primeiro trimestre, sendo o ransomware Svpeng a ameaça mais difundida.

 Ao todo, foram detetadas 55.679 novas modificações do ransomware Windows durante o trimestre, o que representa um aumento de quase duas vezes em relação ao quarto trimestre de 2016 (29.450). A maioria destas novas modificações pertence à família Cerber.

“O cenário de ameaças móveis de ransomware foi tudo menos calmo no primeiro trimestre. O ransomware direcionado a dispositivos móveis disparou, com a proliferação de novas famílias e modificações de ransomware. As pessoas devem estar conscientes de que os atacantes podem - e cada vez mais tentam - bloquear o acesso aos seus dados não apenas num computador mas também nos seus dispositivos móveis ", observa Roman Unuchek, analista sénior de Malware da Kaspersky Lab.

Durante o primeiro trimestre de 2017, a Kaspersky detetou ainda cerca de 288 mil computadores alvos de tentativas de infeção por malware com o objetivo de aceder contas bancárias; ataques de Crypto-ransomware bloqueados em 240.799 computadores diferentes e mais de um milhão de pacotes de instalação maliciosa.


Fonte: IT Channel




Notícias relacionadas

PMEs recorrem cada vez mais a Security-as-a-Service

As PME recorrem cada vez mais a Security-as-a-Service para fazer frente ao aumento das ameaças de ataques online, uma vez que têm orçamentos reduzidos para segurança, além de pouca experiência

Já chegou a versão 21 do PHC CS

Mais Produtividade | Mais Liberdade | Menos preocupações

Solução Kaspersky Lab para ataques direcionados certificado pelo ICSA Labs

A Plataforma da Kaspersky contra Ataques Direcionados (KATA) foi certificada pelo ICSA Labs, que testou durante 33 dias a eficiência desta solução

   

Onde estamos


Rua Américo Vigário, nº 5B
2665-224 Malveira

   

Email : ola@quantinfor.com

   

Telefone : (00351) 219 668 911

   

Segunda - Sexta : 9:00 - 18:00

CAPTCHA code